Primeiro mês de gravidez

por Flávia Lemes on outubro 31, 2011

Tudo o que você precisa saber no primeiro mês de gravidez

Primeiro mês de gravidez
Vamos agora dar início ao nosso programa de acompanhamento de gravidez. Assim, iremos juntas conhecer cada passo da evolução da formação do seu bebê e garantir que ele se desenvolva de uma forma saudável, minimizando os desconfortos da mamãe. No primeiro mês de gravidez surgem os sintomas iniciais, quando o corpo da mulher começa a se preparar a gestação. Muitas futuras mamães não percebem que estão grávidas logo nesta fase inicial, mas é importante estar atenta aos sinais que o corpo envia.

Sintomas no primeiro mês de gravidez

Além é claro da ausência da menstruação, a gestante ainda pode apresentar outros sintomas. Os mais comuns são o cansaço e indisposição; vontade de urinar com frequência; enjôos, vômitos e uma salivação excessiva; alteração no paladar em que a mulher deseja alguns alimentos e rejeita outros e a azia.

O corpo também apresenta mudanças, especialmente nos seios. A aréola fica um pouco mais escurecida e podem aparecer pequenas veias azuladas sob a pele. A região dos seios fica inchada e sensível, podendo trazer uma sensação de peso e formigamento. Veja mais detalhes sobre os Sintomas da Gravidez.

Alterações emocionais no início da gravidez

A mulher também passa por muitas variações emocionais, especialmente no início da gestação. É mais ou menos como uma TPM, só que multiplicada por três. É como se tudo fosse mais intenso, tanto a alegria quanto a tristeza ou desapontamento. Podemos dizer que a mulher fica mais sensível, até manhosa, com todas as sensações mais afloradas.
bebe no primeiro mes de gestação
Depois que o óvulo é fecundado pelo espermatozóide, ele se desloca ao útero, dando origem ao embrião. O seu bebê é ainda do tamanho de uma sementinha de maçã, sem órgãos formados, mas já se preparando para a vida. Confira como acontece este desenvolvimento a cada semana:

Primeira semana

A primeira semana é considerada desde o período em que a mulher fica fértil e ocorre a fecundação. Ainda não existem sintomas, mesmo assim os hábitos da gestante podem influenciar na formação do bebê. Nesta fase, é importante que você consuma alimentos ricos em ácido fólico, que pode ser encontrado em vegetais como espinafre e tomate. Isso ajuda a prevenir a anemia, que pode acontecer durante a gestação e ainda traz grandes benefícios ao seu bebê.

Segunda semana

O embrião começa a se adaptar ao útero. O seu corpo vai silenciosamente se modificando, junto com a vida que está dentro dele.

Terceira semana

Passam a ser definidas as características do seu filhinho ou filhinha. Já acomodado em seu útero, começam a ser desenvolvidas as condições para a formação do feto como a placenta e o cordão umbelical.

Quarta semana

Normalmente é nesta fase que os sintomas começam a surgir. A partir daí, será dado início ao processo de formação dos órgãos e a estrutura corporal do bebê.

Muita calma nessa hora

Muitas mulheres (ou casais) se assustam mesmo com a suspeita da gravidez. Se você não se sente preparada para ter um filho, o melhor a fazer é prevenir. Caso aconteça a gravidez, é importante se adaptar fisica e emocionalmente para receber a criança que está por vir. Neste momento, o apoio da família é também muito importante para que a nova mamãe se sinta amparada na fase que se inicia. Lembre-se que um filho é sempre uma oportunidade de se renovar, de desenvolver o lado mais bonito do ser humano, mas também é uma decisão que exige muita responsabilidade. Encare a novidade com maturidade e alegria, e tenha certeza de que o seu bebê é sensível e percebe o que se passa do lado de fora do seu corpo, mesmo que ainda não tenha a capacidade de assimilar conscientemente, ele pode sentir o seu carinho e amor.

Hábitos saudáveis para a mamãe e o bebê

A partir de agora você precisa cuidar da sua saúde e do seu bebê. Adote sempre hábitos saudáveis, matenha uma boa alimentação e procure atividades que sejam recomendadas para gestantes, o que vai garantir uma gravidez mais tranquila e interferir diretamente na saúde do seu filho. Se você suspeita que possa estar grávida, não consuma bebidas alcoólicas e nem fume.

{ 2 comentários… read them below or adicionar um }

1 danyela maio 3, 2012 às 8:10 am

to no primeiro mes da gestação,me sinto triste e alegre ao mesmo tempo pois penso o que pode acontecer pois so tenho 16 anos espero que vcs respondan bjs ass:Danyela

Responder

2 Clube Batom maio 13, 2012 às 5:54 pm

Danyela,

É realmente uma situação delicada. É importante que neste momento você se preocupe em cuidar de você e do seu bebê durante estes meses que se seguirão, para que ele nasça saudável e a gestação seja tranquila. Procure manter o controle das suas emoções e tente encarar esta situação com leveza, como o início de um novo ciclo, que é lindo na vida de uma mulher, mas que ao mesmo tempo exige mais responsabilidades.

Tive uma colega que também engravidou jovem, aos 15 anos de idade. Ela conseguiu conciliar a vida como mãe e os estudos (sem a presença do pai de seu filho). Terminou o ensino médio e depois partiu para o superior, sem nunca deixar de ser uma excelente mãe. Hoje em dia ela é uma profissional na área em que desejava e consegue dar um ótimo exemplo ao seu filho, apesar da maternidade ter vindo precocemente.

É importante você entender que ter um filho não é sinal de que você deverá abrir mão dos seus sonhos, mas agora existe alguém que precisa da sua força e dedicação.

Procure sempre conversar com as pessoas sobre o que está sentindo e se for muito difícil controlar as suas emoções, não hesite em procurar um psicólogo para te acompanhar na gestação. Atividades relaxantes ocmo ioga e hidroginástica também são excelentes para cuidar do corpo e da mente nesta fase.

Beijos e boa sorte nesta nova fase de sua vida!

Responder

Deixe um comentário

{ 2 trackbacks }

Post anterior

Post seguinte